Porto RH Meeting – edição de 2015 | Entrevista do Expresso a Raquel Rebelo

Entrevista a Raquel Rebelo | Country Manager IFE Portugal

 

Qual é o propósito do evento Porto RH Meeting?

O Porto RH Meeting surgiu na sequência de um desafio da Câmara Municipal do Porto de criar na zona Norte um evento anual de partilha de conhecimento, experiências e networking para todos os players do sector dos recursos humanos à semelhança do que acontecia em Lisboa com a ExpoRH.

É um evento criado com um propósito de descentralização. Há muitos profissionais que não têm a possibilidade de facilmente se deslocarem a Lisboa para participar na ExpoRH. Se Maomé não vai à montanha a montanha vai a Maomé…

 

O que podemos esperar deste evento?

Podemos esperar muita interação. No primeiro dia, iremos organizar os participantes em grupos de trabalho, num formato World café, onde todos terão a possibilidade de debater e trocar ideias acerca dos temas definidos no programa de uma forma dinâmica de interativa. Considerando que o tema central do evento é a qualidade e as implicações das alterações das normas da qualidade na gestão das pessoas, acreditamos que a melhor forma para obter conclusões é implicar as pessoas diretamente na discussão.

Durante todo o evento os profissionais poderão interagir com os expositores durante os momentos de pausa, explorando as soluções inovadoras disponíveis no mercado nos vários domínios da gestão de recursos humanos, desde a formação, ao processamento salarial, ao controlo de acessos passando pela certificação da qualidade, pelo recrutamento, pelo trabalho temporário e pelos serviços de relocation.

No segundo dia, contaremos com a partilha de 16 experiências profissionais de diferentes sectores de atividade que em conjunto irão dar a conhecer de que forma valorizam os colaboradores nas suas organizações e dar novas pistas aos participantes sobre o que podem fazer para garantir o bem-estar dos seus colaboradores nas suas organizações.

Cerealis, Aveleda, Unicer, Grupo Soja de Portugal, Mistolin, BA Vidro, Frulact, Hilti, Proef, Infineon, H.B. Fuller, Douro Azul, Sonae, Hostital de S. João, IPO Porto, Águas do Porto, Câmara Municipal do Porto e Grupo Casais, são as organizações que irão partilhar com a assistência as suas melhores práticas.

 

Esta é a segunda edição da iniciativa. Que balanço faz da primeira?

A primeira edição teve lugar no mês de Dezembro, mês aparentemente mais tranquilo no que a eventos profissionais diz respeito, e conseguiu reunir cerca de 400 profissionais. Foi uma experiência muito enriquecedora que nos permitiu perceber que os profissionais da zona Norte de Portugal são extremamente comprometidos, participativos e abertos a novas experiências.

 

A quem se dirige este evento?

Este evento dirige-se a todos os profissionais, sejam eles de empresas públicas ou empresas privadas, que procuram encontrar inspiração para desenvolver e motivar os seus talentos internos a implementar novos métodos de gestão através da partilha de experiências de empresas de diversos sectores e do contacto direto com os seus pares. Diretores gerais, administradores com o pelouro da gestão de pessoas, diretores de recursos humanos, são algumas das funções dos profissionais que reunimos.

 

Na sua opinião, quais são os principais desafios que hoje se colocam à gestão de recursos humanos em Portugal?

Os grandes desafios que se colocam atualmente à gestão de recursos humanos, prendem-se sobretudo com a transformação dos modelos de negócio das empresas e a adaptação das pessoas à mudança para permitir às organizações ganhar flexibilidade e agilidade para crescer.

Para fazer face a estes desafios há que potenciar a interação entre empresa e colaboradores, desenvolvendo uma cultura positiva, envolvendo e comprometendo os colaboradores com o projeto da empresa. Compete aos líderes criar as condições para que isto aconteça. Incutir o espírito empreendedor nas equipas, favorecer a cooperação e a partilha, estimular a iniciativa, reconhecer o direito ao erro e cultivar a cultura da interdependência são algumas das práticas de liderança que garantem a eficiência das organizações.

 

De que modo o Porto RH Meeting pode contribuir para apoiar o cumprimento destes desafios?

Através da partilha e da interação. No Porto RH Meeting os profissionais convidados irão partilhar com os assistentes de que forma é que estão a envolver e comprometer os colaboradores nas suas organizações e que forma é que estes estão a responder às exigências de mudança.

 

Quantos participantes são esperados para esta edição do evento?

Para este ano esperamos cerca de 600 pessoas nos dois dias do evento.

 

Que conselhos dá aos participantes para que possam tirar o melhor partido da iniciativa?

Para tirar o máximo partido do evento os participantes deverão analisar bem o programa, refletir sobre as temáticas abordadas, identificar os oradores e as empresas que irão partilhar as suas experiências e preparar algumas questões que gostariam de ver respondidas para poderem enriquecer o debate e potenciar a partilha.

 

Fonte | Expresso Emprego

Formações ajustadas ao seu negócio

FORMAÇÕES À MEDIDA

Provocamos e aceleramos processos de mudança com a implementação e desenvolvimento de soluções pragmáticas orientadas para os resultados

SABER MAIS