RHBizz

Pare de pensar nos Millennials como um todo!

diferenças geracionais nas organizações

As diferenças geracionais no seio das organizações têm sido um dos temas quentes dos Recursos Humanos nos últimos anos. Sim, fomos todos levados a acreditar que os Millennials são diferentes de todas as outras gerações e que é preciso adaptar a cultura organizacional para ir ao encontro das suas necessidades. Mas ao que parece, os Millennials não são assim tão diferentes das outras gerações e não querem ser todos colocados ‘no mesmo saco’.

Um artigo recentemente publicado pela Entrepreneur revela que, na verdade, tudo o que tem sido dito sobre esta geração nos últimos anos é “mais ficção do que facto” e mostra em que aspetos é que é preciso repensar o estereótipo criado acerca da ‘geração do milénio’.

Os Millennials são, afinal, como qualquer outra geração

A maioria dos estudos publicados sobre esta geração tem destacado os contrastes em relação a outras gerações, como os Baby Boomers, que ainda ocupam a maioria dos cargos nas organizações. No entanto, começam a surgir cada vez mais estudos que indicam que os contrastes podem nem ser assim tantos…

A Harvard Business Review diz, inclusive, que as diferenças entre gerações sempre existiram ao longo da história e nada têm a ver com a ‘geração do milénio’ em particular. Experimente perguntar a todos os colaboradores da sua organização o que mais os preocupa. Provavelmente vai descobrir que as diferenças não são assim tantas, independentemente da idade.

Toda a gente quer um sentido de propósito

Já muitas vezes foi dito que os Millennials desejam sentir que as funções que desempenham têm um impacto positivo na organização para onde trabalham e para a sociedade no geral. Mas e os outros colaboradores? Não desejam o mesmo?

Desenvolvimento na carreira e pessoal? Queremos todos

Todas as pessoas desejam aprender coisas novas, sejam de que gerações forem. Um estudo da Intelligence Group revelava recentemente que 79% dos Millennials gostavam que o seu chefe fosse uma espécie de coach ou mentor, mas esta necessidade é transversal a outras gerações.

O desenvolvimento deve ser impulsionado por TODOS os colaboradores da organização e guiado pelos seus líderes.

Tem tudo a ver com indivíduos e não faixas demográficas

A Entrepreneur diz também que a maioria das organizações se sente hoje muito tentada a reestruturar toda a sua cultura organizacional para ir ao encontro das necessidades de uma geração mais jovem. Mas não se esqueça, só porque um grupo de pessoas se insere na mesma faixa demográfica, não quer dizer que seja todo igual. Implemente políticas que tenham sido desenhadas a pensar em cada um dos indivíduos da sua organização, e no perfil de cada um deles. No final, quem beneficiará será toda a empresa.

Se gostou deste artigo, siga-nos no Facebook.

Formações ajustadas ao seu negócio

FORMAÇÕES À MEDIDA

Provocamos e aceleramos processos de mudança com a implementação e desenvolvimento de soluções pragmáticas orientadas para os resultados

SABER MAIS