RHBizz

Artigo 0 – Notificações 1

O cursor teima em ficar ali, a piscar, a pressionar-me. E eu a olhar para ele, sem saber o que fazer. Demorei uma hora para escrever a primeira frase deste artigo. Porquê? Porque desde que coloquei os headphones e comecei a tentar concentrar-me acedi ao meu smartphone pelo menos sete vezes!!

Não, não estou a exagerar. Senão vejamos:

1 – Que horas serão isto?

2 – Olha, uma mensagem no whatsapp, vou responder

3 – Ena, duas mensagens no Messenger, o que será que me querem a esta hora?!?

4 – Identificaram-me numa foto? Será que fiquei bem? Apanharam o meu melhor ângulo?

5 – O que será que se está a passar no Instagram?

6 – Olha, o Paulo completa mais um aniversário no emprego no Linkedin, tenho de dar-lhe os parabéns,

7 – E que horas são? Sim, novamente, porque entrei diretamente na notificação do whatsapp…

No meio disto tudo ainda passei pelo Google e procurei “dicas para me manter concentrada”. Claro que não resultou!

Resumindo, na batalha Artigo vs Notificações houve uma disputa pela minha atenção durante 1 hora. Durante 60 minutos, a introdução deste texto perdeu por completo o meu foco e quem ganhou foram as várias notificações de uma série de ferramentas de comunicação instaladas no meu smartphone.

Malditas app por serem tão atrativas! User friendly, dinâmicas, divertidas, imediatas, de grande alcance e competitivas. Lutam minuto a minuto pela nossa atenção e ganham esta competição sem grande esforço. Sabemos que não é fácil ser multi-tasking, mudar o chip e fazer muito bem duas ou mais tarefas ao mesmo tempo. E que, quando mudamos o foco, demoramos algum tempo até voltarmos a estar concentrados.

Por outro lado é difícil ser mono-tasking quando somos constantemente bombardeados por estímulos: emails, telefone, actualizações em real time das redes sociais, notificações, colegas, etc…

Então em que é que ficamos? Multi ou Mono?

Saltar de tarefa em tarefa não é de todo uma boa estratégia se queremos manter ou aumentar a produtividade. Parar o que estamos a fazer para ler as constantes notificações que surgem a uma velocidade alucinante no ecrã bloqueado nada mais é do que saltar de uma tarefa para outra completamente diferente. Quando as notificações surgem no ecrã bloqueado a reação é ler imediatamente. Mesmo que esteja a escrever um email, a ler um documento ou a falar com alguém cara-a-cara.

Seja sincero, quantas vezes já passou por uma destas situações:

– Estar focado a responder um email e pelo canto do olho percebe que algo ativou a luz do smartphone. Pára tudo! Vai ler a notificação e pode demorar mais meia hora a entrar em modo de foco.

– Estar a trocar ideias com um colega e percebe que recebeu uma notificação. Não pára tudo (parece falta de respeito), mas tenta disfarçadamente perceber que mensagem recebeu, porque não quer passar a impressão de que não está a dar atenção. Mas a verdade é que a sua atenção não está na conversa!

– Tirar as notificações do ecrã bloqueado ou virar o smartphone ao contrário para não estar constantemente a ser distraído com os alertas. No entanto não lhe sai do pensamento, e até lhe pode trazer alguma ansiedade, pensar que poderá estar a perder algo importante por não estar online.

Ter o telefone por perto distrai e afeta o desempenho no trabalho. Isto é certo! Mas como contornar esta questão?

De acordo com um estudo da Florida State University*, mesmo que o smartphone esteja no silêncio, assim que percebemos que o aparelho está a vibrar ou que o ecrã se iluminou com uma nova notificação, a tendência é para verificar a informação no ecrã. E só isso faz aumentar três vezes a possibilidade de cometer erros.

Será que a solução é colocar o telefone em modo voo durante o horário de trabalho ou simplesmente desligar o wifi ou o 3G? Sinceramente não sei a resposta, ainda não encontrei a fórmula milagrosa e por isso faço uma sugestão: criar um grupo numa rede social e discutir esta questão. Quem sabe não encontramos uma fórmula para esquecer por uns tempos o nosso melhor amigo virtual.

* http://qz.com/450463/study-smartphones-are-distracting-us-even-when-we-arent-looking-at-them/

Se gostou deste artigo, siga-nos no Facebook.

Formações ajustadas ao seu negócio

FORMAÇÕES À MEDIDA

Provocamos e aceleramos processos de mudança com a implementação e desenvolvimento de soluções pragmáticas orientadas para os resultados

SABER MAIS