A importância da confiança em tempos de crise

A importância da confiança em tempos de crise

Como seres humanos, ansiamos por estabilidade e por uma vida sem grandes perturbações, mas os tempos que vivemos são incertos e inseguros. Contudo, depositar a nossa confiança em algo ou alguém pode ajudar-nos a atravessar esta fase com menos ansiedade. Mais do que nunca, as lideranças das organizações têm um papel crucial e devem ajudar as suas equipas a atravessar esta crise através de uma comunicação empática, transparente, consistente e frequente. Saiba porque é que em tempos de crise a confiança pode ser a commodity mais importante de uma organização.

Um estudo publicado em 2019 pela Edelman revelava que, a nível global, mais de 73% das pessoas referia que o seu empregador era a instituição em quem mais confiava e 75% indicava confiar mais nos seus CEO’s para liderar a mudança do que no Governo do seu país.

A confiança é a base das interações humanas e, em períodos de crise como o que vivemos, é essencial, como revelou em 2019 um estudo publicado na Harvard Business Review, que mostrava que para construir uma relação de confiança entre empregado-empregador é importante que haja expertise, positividade e consistência.

De acordo com o portal HR Zone, a consistência é um dos fatores mais importantes nesta altura. Oferecer uma comunicação regular às equipas dá-lhes a tão desejada estabilidade e estrutura, assim como saber que aquilo que o seu líder lhes está a transmitir é verdadeiro.

Uma comunicação honesta e transparente serve ainda o propósito de garantir que cada membro da equipa está perfeitamente consciente do papel que desempenha na organização, o que pode motivá-lo a elevar os seus esforços para levar a empresa a bom porto.

E se não tiver todas as repostas? Na verdade, durante um combate a uma doença totalmente nova é impossível ter todas as respostas e é perfeitamente normal que não consiga responder a todas as questões da sua equipa, sobretudo quando não sabe qual é a melhor reposta para a tranquilizar. Ser transparente e honesto acerca da incerteza sentida não prejudica a confiança sentida entre duas partes, pelo contrário.

Importa ainda referir que a confiança tem um papel muito importante no bem- estar. Depois de estudar grandes crises como a Grande Depressão de 1929, a Segunda Guerra Mundial, o 11 de Setembro e Crise Financeira de 2008, a Gallup descobriu que aquilo que os colaboradores mais desejam das suas empresas é confiança, compaixão, estabilidade e esperança. O mais importante? Depois de tudo isto passar, todos nós nos vamos lembrar daqueles que foram honestos connosco e em quem pudemos confiar.

Embora a pandemia de COVID-19 seja uma crise nova, existem três princípios básicos que devem nortear a comunicação de qualquer líder: admitir os problemas; explicar de que forma se está a trabalhar para os minimizar; e informar de forma abrangente e contínua.

Formações ajustadas ao seu negócio

FORMAÇÕES À MEDIDA

Provocamos e aceleramos processos de mudança com a implementação e desenvolvimento de soluções pragmáticas orientadas para os resultados

SABER MAIS